Arquivo da categoria: Periguetes

Óculos espelhados – Yes or No?

Definitivamente NO! Tudo começou com Sabrina Sato usando os óculos que a personagem de Sarah Jéssica Parker, Carrie Bradshaw, usa no início do filme “Sex and the City 2”. Para você que não lembra ou que precisa refrescar a memória temos a foto:

O óculos em questão é um feito em parceria com o designer Bernhard Willhelm. Banhado em ouro 24k e com edição limitada. Ainda assim eu acho over, imagina o resto… Sabrina Sato usa. Thássia Naves também. Mas não há o que me faça gostar deles.

E, sim, eu sei que meu último post foi justamente sobre a minha pessoa pagando a língua ao dizer que nunca usaria sneakers e, logo depois, correndo feito doida atrás dos meus.

Mas, enfim, depois disso surgiram os óculos ABSURDA. “What the fuck is that?” foi minha primeira reação. A galera curte bastante, o óculos é caro (R$400 você compra óculos melhores e mais bonitos) e, na minha opinião, é uma versão piorada do Oakley Juliet (Quem lembra??  Jogue a primeira pedra quem nunca quis um – baiano define hoje em dia. Hahahahahahah)

2001….

2012…

Não direi que baiano define quem usa ABSURDA, afinal, vejo muita gente de coração bom (inclusive pessoas que eu gosto) usando. Mas, que é feio pra p@#%$ não dá pra negar!

Como eu já disse no twitter e no Facebook: “O nome deveria ser uma dica. Quando alguma coisa chama ABSURDA ela não deve ser usada.”

Para ilustrar, vejam quem usa ABSURDA, com vocês Juju Salimeni (se você, como eu, não faz idéia de quem seja dê um google e descobrirá que ela tem a fantástica profissão de ex-panicat):

Mas tem gosto pra tudo nessa vida. O que seria de marcas como essa, se todos amassem Ray Ban, Osklen, Chanel e Cartier?

XOXO, M.

2 Comentários

Arquivado em Medo, Periguetes, Sex and The City, Tendências

Periguetes, sim, e daí?

Essa foi a capa da Veja SP dessa semana. E o título da reportagem era o mesmo que o deste post. Alguns meses atrás eu vi a mesma matéria na Ana Maria Braga (Sim, eu assisto Mais Você durante o café da manhã. Não me julguem!) e logo pensei “Que m$*&a é essa?”, mas era a Ana Maria não me assustei. Mas a Veja, really?

Eu não sou politicamente correta (BEM longe disso), mas a que ponto chegamos quando uma das revistas mais importantes do país resolve dar espaço para um monte de mocinhas cujo sonho é se tornar BBB e que têm como inspiração Luciana Gimenez, que nem português fala direito, pq ela usa vestidos justos, engravidou do Mick Jagger e casou com um milionário baixinho?

Em que mundo vivem essas mulheres que acham que sucesso é entrar na balada sem pagar e encher a cara às custas dos outros?  Ou em que mundo vivemos nós que batalhamos para pagar nossas contas e sermos independentes? Quem está no mundo errado, nós ou elas?

Ser uma “periguete” bem sucedida é o equivalente feminino ao “quero ser jogador de futebol”. Dinheiro fácil, esforço mínimo, escolaridade desnecessária. Suelen, Sabrina Sato, Adriano, Ronaldo… esses são os ídolos de hoje.

Pára o mundo que eu quero descer.

XOXO, M. 

Ps: Aqui está o link para quem quiser conferir a reportagem: http://vejasp.abril.com.br/especiais/ataque-periguetes-sao-paulo

1 comentário

Arquivado em Periguetes, Uncategorized

The Hills

Na terça-feira aconteceu a festa de despedida do seriado The Hills. Nunca assisti, fato. Tah bom vai, um ou dois episódios, mas meu grau de futilidade para séries de TV puxa mais para Gossip Girls (me defendo! Primeiro me apaixonei pelo livros, depois pela série. Maria Clara também é cultura e compradora compulsiva de livros pela internet).

Mas eis que todo mundo começou a falar e elogiar as roupas das meninas da série. E eu, curiosa que sou, fui dar uma olhadinha…

 (Audrina Patridge)

(Kristin Cavallari)

(Lauren Conrad)

(Whitney Port)

O que eu tenho a dizer sobre isso?! Que se fossem brasileiras elas tinham sido chamadas de periguetes.

Só as cachorras..uhuhuhu…

Baile Funk Feelings.

XOXO, M.

Deixe um comentário

Arquivado em Periguetes, The Hills